pelo mundo afora…

o quadrado descarpado do eterno desajuizado pernil longo e extenso do inverno afetado pela água descarregada pelo pipador de ventos molhados…vai ventarola…avoa pelo imenso véu azul de céu escancarado…desabrocha em prantos…ó ator…mexedor de lugares incertos…ciscador de terras imaginarias…inventor de mecanismos indiziveis, vai ator…ressurge feito milho depois da chuva e mostra teus dentes e cabelos esvoaçados da labuta eterna…acende  a luz da vida e desmancha o bom penteado da rotina mortal…escancara tua cara, cara e bem cara forma de ver e viver a estranha vida de tantos outros seres de invisibilidade assumida…vai cara! assume teu enorme circulo quadrado de giz esbranquiçado pelo tempo vivido…quadrado é o tempo que faz – tum, tum…

de um comentario do blog do forneron

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s