BLOCOS DE CARNAVAL…

Região do Baixo Augusta ganha bloco de Carnaval

Bloco Augusta é um dos mais novos do Carnaval de São Paulo Foto: DivulgaçãoBloco Augusta é um dos mais novos do Carnaval de São Paulo
Foto: Divulgação

Atenção você, paulistano, que vive nas cercanias da Avenida Paulista. Você que freqüenta os cinemas e bares da região, que pinga por ali à noite atrás da sofisticação de algumas das melhores baladas da cidade – ou apenas do fuzuê da rua e do sexo dito barato. Você, que passa de segunda a sexta pelo tronco-chave de São Paulo porque seu trampo é logo ali. Ou você, que conhece alguém que faz alguma dessas coisas. Não importa. Todos são agora convidados da mais recente novidade da região: o Acadêmicos do Baixo Augusta, pequenino bloco de carnaval que nasce este ano com pinta de futura escola de samba campeã.

“Tudo isso para celebrar a revitalização da região. Será muito legal ter o Baixo Augusta incluído na agenda do Carnaval. Tivemos a idéia no ano passado, quando nos encontramos em casamento de uns amigos em Paraty. A coisa amadureceu este ano, dividimos tarefas e aí está”, disse Alexandre Youssef, dono do estúdio SP e, vejam só, presidente do Acadêmicos do Baixo Augusta. O bloco terá o cantor Simoninha como intérprete oficial, além da atriz Marisa Orth de madrinha de bateria e Greg Bousquet como Rei Mimo (versão moderna e magrela do Rei Momo).

O primeiro e único desfile do bloco acontecerá neste próximo domingo de pré-Carnaval, dia 7, com a saída dos foliões programada para a frente do bar Sonique (Rua Bela Cintra, 461), casa que é também parceira no projeto. Ali, um carro de som e uma banda com 10 metais e 5 percussões vão comandar a festa, que será ditada por marchinhas de Carnaval, além do hino do bloco, composto por Leo Madeira, Edu Crieguer, Plinio Profeta e Alexandre Youssef.

A concentração será das 14h às 16h, quando o bloco inicia seu trajeto, descendo a rua Bela Cintra em direção ao centro. Contudo, pouco adiante, na ladeira da rua Costa, o bloco quebra à direita em direção a rua Augusta. Na Augusta, os foliões farão curva para esquerda, novamente em direção ao centro, até o número 591 do Studio SP, quando acaba o desfile. Apenas 700 metros de muita alegria.

No último domingo, no Studio SP, ocorreu o único ensaio do bloco, quando algumas camisetas foram distribuídas. Mas Youssef avisa que ninguém terá privilégios no bloco. “É totalmente livre. Quem quiser, é só chegar e participar da festa”. Outras camisetas serão distribuídas no dia, “nada ali será vendido”, garante o presidente. “Não queremos que isso seja confundido com um negócio, é uma brincadeira entre amigos e só”.

Brincadeira entre amigos, conhecidos e simpatizantes. Aos que gostam e freqüentam a região, ou aqueles que gostam mesmo é de Carnaval, ou mesmo aos simplesmente curiosos, o convite ta feito: domingo agora tem Carnaval na Augusta.

SP tem tradição em Blocos

Engana-se quem pensa que a história dos blocos de carnavais está restrita ao Rio de Janeiro. Unidos de Vila Carmozina, Caprichosos do Piqueri, Bloco Umes Caras Pintadas, Vovó Balão de Pirituba, Amigos da Zona Leste, Chorões da Tia Gê, o que não falta são blocos espalhados pela cidade – a maioria saindo nos dias de Carnaval.

Nos jardins, a banda Guéri-Guéri, fundada em 1986 por Roberto Matarazzo Suplicy (irmão do senador) foi durante anos um dos mais tradicionais blocos da cidade. Recentemente, a banda mudou o local de desfiles para as proximidades do Parque do Ibirapuera – onde não vingou.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s